quinta-feira, 11 de junho de 2015

Vivendo sem empregada doméstica

A cada dia que passa, vemos crescer o número de mulheres que não tem empregada doméstica em casa. Algumas por opção de querer cuidar de tudo sozinha mesmo, mas a grande maioria é porque manter uma funcionária em casa já não cabe no orçamento.
As leis trabalhistas mudaram. Claro que as empregadas domésticas mereciam ser tratadas como qualquer outro trabalhador, ter seus direitos assegurados e não viver na informalidade - como muitas infelizmente viviam.
Por outro lado, os patrões estavam habituados a pagar "X" e de repente viram-se obrigados a arcar com "XX". Os que puderam, refizeram seus orçamentos, adaptaram-se à nova realidade e mantiveram suas funcionárias. Mas muitos precisaram abrir mão da ajuda diária, optar por diaristas (ou faxineiras) ou passar a cuidar de tudo sozinhos mesmo.
Este post é dedicado à essa última categoria: os que estão cuidando de tudo sozinhos.
Tá difícil? Calma que eu te ajudo!! 
Eu sou dona de casa há 15 anos e nunca tive empregada! Mas não pense que é porque nunca precisei ou desejei ter ajuda não. A realidade é que nunca morei numa casa grande o suficiente para justificar ter uma outra pessoa comigo todos os dias. Porém, já tive ajuda de diaristas, em diferentes épocas e por diferentes períodos.
O período mais longo, durou cerca de 2 anos seguidos, e eu tinha uma ajudante que vinha 1 vez na semana. Há dois anos estou completamente sozinha, e o motivo é financeiro mesmo. Onde moro, os valores estão elevados demais e manter uma diarista custa cerca de 60% do valor de ter uma mensalista. Então não compensa.
Depois de habituar-me com a ajuda por dois anos, foi complicado no começo me organizar e voltar a fazer tudo sozinha. Mas consegui e hoje fiquei muito mais criteriosa para uma eventual contratação.
A primeira coisa que você precisa ter em mente é: duas pessoas fazem muito mais do que uma.
Se você tinha alguém para te ajudar, é claro que estando sozinha você não conseguirá fazer a limpeza no mesmo tempo. Então comece tirando esse peso das suas costas e faça as coisas no seu tempo.
Caso você realmente não fizesse nenhum tipo de serviço em casa, tudo ficasse à cargo de terceiros, tenha mais calma ainda. Ninguém nasce sabendo, mas todos são capazes de aprender, basta querer e dedicar-se.
Comece elaborando uma tabela de tudo que precisa fazer dentro de casa. Liste item por item, mas não se assuste com a quantidade de tarefas! É muita coisa mesmo, mas nem todas precisam ser feitas todos os dias, nem todas as semanas.
Algumas tarefas são fáceis e rápidas de serem feitas, por exemplo, retirar os lixos. Essa é uma tarefa diária. 
Já outras, são mais complicadas e demandam mais tempo, como por exemplo organizar guarda-roupas. Porém essa é uma tarefa esporádica, organizo os meus a cada 6 meses (organizar é diferente de limpar).
Tarefas de limpeza mais pesada não são feitas diariamente, mas apenas 1 vez por semana. Essas tarefas incluem lavagem de banheiros, pisos, cozinha, lavanderia, entre outras. Mas não queira começar fazendo tudo num dia só não. Você ficará cansada demais e provavelmente frustrada por não dar conta de tudo. Divida-as por dias da semana - tem um exemplo neste outro postDepois de fazer sua tabela, tenta priorizar aquilo que você já sabe ou que tem mais facilidade. 
Não pense que todas as donas de casa são ótimas em tudo, viu? Nem que todas adoram todos os serviços domésticos. O que precisamos ter em mente é que este é nosso trabalho, que ele precisa ser feito e bem feito, senão terá que ser refeito (e adivinhe por quem?). Então é melhor fazer uma única tarefa por dia, mas fazê-la com o máximo capricho e zelo. 
Procure exemplos de donas de casa para se inspirar, busque vídeos, tutoriais, dicas, tudo aquilo que possa facilitar sua vida - eu te indico me seguir, viu? rsrs 
Mas falando sério, cuide da sua mente, das suas emoções e da sua família acima de tudo. Não existe mulher maravilha. Não é feio pedir ajuda e muito menos delegar tarefas aos outros moradores da casa. Trabalhar em equipe é bem mais leve.
No dia que você estiver cansada, triste ou com algum problema, permita-se parar, descansar, relaxar. A vida não é feita só de limpeza e sua casa não irá desmoronar num único dia. 
Conforme você for praticando, cuidando da casa, limpando, organizando, você irá descobrindo seu próprio método. Vai descobrindo que é melhor nisso, ou naquilo. Vai identificando o ritmo da sua casa, quais são as tarefas que você precisa focar mais, quais pode deixar pra depois, enfim, não acredito em métodos estabelecidos por outras pessoas. Acredito que cada uma de nós sabe o que funciona melhor em nossas casas. Siga sua intuição. Lembre-se que você é sua própria patroa. Você quem faz seu horário.
E por último, um grande incentivo pra mim foi o financeiro. O dinheiro que economizo por não pagar uma ajudante, reverto em benefícios para mim e minha família: academia, cursos, passeios, refeições fora, entre outras coisas. Trabalho muito, mas vale à pena!
Espero que você encontre a melhor forma de encarar sua nova realidade, que seja positivo e tenha muito sucesso!
Grande beijo,

Alyne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraria saber sua opiniāo! Escreva aqui!