segunda-feira, 9 de março de 2015

Meu filho é melhor do que o seu!



Estamos vivendo na era da informação, na era do ter e na era da disputa desenfreada entre as pessoas.
Ninguém tem tempo para conversar, nem para contemplar a natureza ou aproveitar as coisas simples da vida.
Todo mundo está preocupado em aparecer, em ser visto, em se destacar.
E, infelizmente, toda essa ansiedade está contaminando todos nós, inclusive nossas crianças.
Já reparam quando duas mães conversam, no tanto que falam e comparam seus filhos?
 "Meu filho é precoce! Faz vários cursos; tem diversas atividades extra-curriculares; é o número 1 da escola; andou com 9 meses; só come alimentos orgânicos; já fez diversas viagens; lê 10 livros por semana..." E por aí vai!!
E a outra rebate cada uma das informações, dizendo que seu filho faz mais, faz melhor, e o que não fez é porque não está mais na moda.
Essas crianças estão sendo sufocadas! São expostos e explorados como se fossem objetos! São troféus para serem exibidos por seus pais. São o símbolo da prosperidade econômica e familiar deles.
Mas já pararam pra pensar no que essas crianças sentem? Já lhes perguntaram se são felizes?
Eu gosto muito do Dr Augusto Cury. Já li diversos livros de sua autoria e gosto da sua visão de mundo.
Ele tem tanta coisa para falar sobre esse tema, e com uma profundidade impressionante! Ele é um especialista neste assunto. Vejam essa frase, que exemplifica seu ponto de vista:
"Os filhos não precisam de pais gigantes, mas de seres humanos que falem a sua linguagem e sejam capazes de penetrar seu o coração."
Não se importe em comparar seu filho. Importe-se em conhecê-lo.
Dedique-se a educá-lo, amá-lo, protegê-lo e prepará-lo para ser um adulto bem resolvido, bem ajustado, seguro e feliz.
Fuja dessa disputa insana! Dessa necessidade de ser melhor e aparecer mais do que os outros.
Os anos passam rápido demais! E você não terá outra chance de curtir a infância do seu filho. Aproveite essa oportunidade para refletir e mudar aquilo que está errado. Se precisar, procure ajuda. Mas não se permita viver nessa escravidão disfarçada de status. A vida é simples, nós é que sempre damos um jeito de complicá-la!!

Um beijo,

Alyne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraria saber sua opiniāo! Escreva aqui!